quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Júlio Resende (1917-2011)

Júlio Resende
Morreu ontem Júlio Resende com 93 anos. Um dos pintores portugueses que eu mais admiro. Artista com uma obra imensa em qualidade e quantidade. Difícil de catalogar, como eu gosto que sejam os Artistas. Difícil de pôr o rótulo por aqueles que adoram rotular tudo, como se tudo fosse lata de sardinha. A Obra que ele nos deixa vai desde a Banda Desenhada e Ilustração até à Pintura mais sublime nas mais diversas técnicas. Tudo sempre criado e apresentado com a maior simplicidade. Obra de uma riqueza tal, que tem que ser mais estudada e divulgada em detalhe. Há tanto para descobrir na imensa Obra deste Homem. É sem dúvida, um dos casos mais fascinantes na Arte Portuguesa. Deixo-vos aqui três exemplos de BD, porque se trata de uma faceta menos conhecida de Júlio Resende.

Prancha de BD assinada por Dyas (Júlio Resende Dias), reproduzida na revista "O Papagaio", 1942
BD , técnica mista sobre papel, 1945. Clique na imagem para ampliar
BD, técnica mista sobre papel, 1945, clique na imagem para ampliar
"Praça de Paris", Tinta da China, 1945
Aquarela, "Fontainhas", 1946
"Conjunto Feminino", 1952
S/Título, 1956
"Mesa, não como tantas..."
Ilustração in "A Noite de Natal" de Sophia de Mello Breyner Andresen
Pequeníssima amostra da Arte de Júlio Resende, Obra fascinante que nos deixa para nos deliciarmos.

17 comentários:

  1. Olá Hugo, vlw pela opinião, sinta-se sempre bem vindo ao #Fofa´s. Gostei do seu blog,em especial pelo som, adoro NOFX! bjinhusss :D

    ResponderEliminar
  2. Oi, obrigada pela participação...
    Seja muito bem vindo, fico honrada com sua presença.
    O som não faz muito meu estilo, mas tudo bem!!
    As obras sim, são belíssimas, confesso que não conhecia!!
    Um abraço e boa quinta.

    ResponderEliminar
  3. Devo concordar com a Dalila, porque também não conhecia as suas obras, mas é notório que a alma de artista está lá impressa. Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. muito bom esse senhor,pena que nao demos o devido valor aos grandes artistas que temos.

    ResponderEliminar
  5. Hugo, que preciosidade você me trouxe!Quantas coisas maravilhosas ele fez, inclusive ilustrou uma poetisa que eu adoro, Sophia de Mello Breyner Andresen. Nossa, que bom que você me apresentou Julio Resende. Ele se foi mas a obra fica para sempre. Beijo

    ResponderEliminar
  6. Hugo,

    que glória falarmos português, para mim língua mãe, o lar, a pátria; como para voc~e. Incrível o artista Júlio Resende. Nos 94 anos. Um homem lindo, agora, ser encantado como diria Mãe Menininha do Gantoá, Babalorixá de Salvador, Bahia; ela é figura mítica de Jorge Amado e Dorival Caime. Conheci Mãe Menininha, deitei minha cabeça em seu colo, ela sentada em seu trono de vime. Sinto sua dor por Júlio Resende. Que linda vida ele teve. Que riquesa nos legou; sinto-me herdeira.
    Na Pinacoteca, museu paulista precioso conheci Saul Bernstein. O traço de Júlio Resende me lembra o de SB. Maravilhoso, como falou v., na simplicidade.
    Uma conterrânea sua que conheci pela Pinacoteca foi Paula Rego. Maravilhosa! Me encantou. No duplo sentido. Muito bom conversar com você. Aqui e nos blogs dos atravessadores, as pequenas esculturas de fios e arames que ouso criar. Grande abraço. Só de ter Júlio Resende e outros que podemos trocar, a vida vale a pena.
    grande abraço noturno paulistano. Temos muito a trocar.

    ResponderEliminar
  7. Há seres invejáveis, no bom sentido. Tem gente que aqui no Brasil chama esta inveja de "inveja branca"; para mim inveja nem existe, existe pessoas que admiramos, escutamos, enxergamos; porque estamos na mesma sintonia.

    ResponderEliminar
  8. Hugo:
    Parabéns por este excelente post de homenagem a um HOMEM completo e insubstituível.
    Não lhe conhecia esta faceta na banda desenhada.
    As suas maravilhosas pinturas foram sempre uma inspiração para mim que vou tentando humildemente pintar alguma coisa.

    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  9. Olá Hugo.
    Justa homenagem a Mestre Júlio Resende, a quem o Porto tanto deve! Ele partiu, mas a sua vasta obra ficará a perpetuar a sua memória no mundo das Artes plásticas, e... fiquei agora a saber, não só! Desconhecia a sua faceta de autor de BD, na juventude.

    Hugo, adorei o seu comentário e gostei muito de saber que o seu pai também é um "sentimentalão" ( like me ).

    Ah...Hugo, retribuo com carinho o beijo lá no blog da amiga Anamaria.
    É por estas e outras que eu digo que a blogosfera é a minha terapia.
    Beijinho.
    Janita

    ResponderEliminar
  10. É uma pena, era um grande artista.

    ResponderEliminar
  11. bem, olá para ti tambem...nao sei que tem de intrigante o nome, mas pronto...

    por acaso não conhecia a obra do senhor, e devo confessar que a noticia me passou um pouco ao lado, um pouco como tudo esta semana...mas sºao interessantes esses exemplos aí, têm um ar moderno, fora do normal...

    xoxo

    ResponderEliminar
  12. Oi Hugo, a arte transcende a realidade, assim como o artista transcende à morte. Que o trabalho de Júlio Resende inspire os novos talentos, para que da boa semente possam germinar novos e excelentes frutos. Abs. Paulo.

    ResponderEliminar
  13. Obrigada por visitar meu blog! Já estou seguindo o seu!

    ResponderEliminar
  14. Que trabalho maravilhoso.. Fiquei curiosa de conhecer as suas obras.

    ResponderEliminar
  15. Obrigada pela visita !!!
    Estive a procura de um post especial, encontrei este do Júlio Resende, que por segundos me fez recuar no tempo e relembrar um trabalho de escola,no qual descobri a sua obra!

    ResponderEliminar