sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

NOFX - "Last Night Was Really Fun?"



Este tema é o lado b de um single de 2005.

NOFX - "7 Inch of the Month Club #10" (single) (2005)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

  "Não se pense que a decadência é, em si, decadente - no sentido de continuar ensimesmado. A decadência é sempre o momento em que se revê eclecticamente um passado comum, uma permutação finita de componentes, ou ainda a recusa de avançar sem primeiro recuar de todo. Sem a ressaca (com toda a sua beleza e toda a sua dor) não pode surgir outra onda, nem a vida se permite a quem não sabe dormir."
Miguel Esteves Cardoso, "Escrítica Pop"

Alguns excertos de P.P. com Bach por Glenn Gould



CONFISSÃO

   Escrever pode ser uma óptima desculpa para quem na vida não tem qualquer esperança. É uma maneira de preencher uma sombra e há momentos em que um beijo escrito vale por muitos.
   É sempre a vida, é claro, mas com a distância limpíssima das palavras. E tudo sofre de uma insuficiência que a arte tenta reparar, e falha.
   Eu espero que a esperança um dia venha e tudo isto não seja mais do que um exercício de gramática.
Pedro Paixão, "Nos Teus Braços Morreríamos" (1998)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Eu tinha destruído em mim todos os sonhos, todas as ambições, transformado a raiva em desprezo. Era um só no meio de uma multidão infinita e incaracterizada."
Pedro Paixão, "Amor Portátil" (1999)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 "Construímos túneis. Caminhamos durante muito tempo. Cruzamo-nos, passamos ao lado, seguimos em frente. Por pouco não nos víamos. Continuamos. Faz escuro e faz frio. Não tenho maneira de sair."
Pedro Paixão, "barely legal" (1999)

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"O divertimento lubrifica o motor desse mundo de que o prazer é a promessa. Tudo tão frágil e brilhante como uma lâmpada eléctrica. O medo vai ocupando todo o espaço disponível. O medo é real, inamovível, enquanto o prazer fugidio, em redemoinho, escapa por entre os dedos."
Pedro Paixão, "Saudades de Nova Iorque" (2000)

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  "As imagens das coisas adquirem um poder acrescido sobre a realidade das coisas quando a destruição inerente a todas elas parece suspensa. As coisas são feitas de tempo e o tempo nada é. Assim, o nada é o seu princípio e o seu destino. Realizar imagens, de que maneira seja, mesmo quando não são imagens de coisas vistas, antes imagens interiores de estados de alma, é pretender suspender este processo, oferecer uma saída para a morte anunciada."
Pedro Paixão, "47 W 17" (2000)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  "Há algumas semanas o meu filho, que tem onze anos, perguntou-me se havia algum país que nunca tivesse estado em guerra. Respondi-lhe que de facto não conhecia nenhum. De seguida perguntou-me porquê. Disse-lhe que não sabia, que a pergunta era muito difícil, que iria pensar nisso."
Pedro Paixão, "A Cidade Depois" (2001)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"A princípio é um medo puro, sem objecto identificado, mas dentro em breve, como se buscasse uma qualquer coisa onde se agarrar, vai encontrar primeiro uma e depois outra e ainda outra numa cadeia infernal sobre a qual não tenho qualquer controlo e não encontro qualquer lógica. São só pensamentos dolorosos que assustam: memórias pessoais há muito enterradas, dilemas, projecções mais do que pessimistas, detalhes mórbidos de coisas que se viram ou ouviram, a incapacidade absoluta de poder resolver o mais pequeno problema que seja."
Pedro Paixão, "Girls in Bikinis" (2002)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  "Ela vinha de bicicleta até lhe roubarem a bicicleta. Achou estranho terem-lhe roubado a bicicleta. Agora vem a pé ou de autocarro. Não pretende ter outra bicicleta. Gostava mais da sua. A besta, o demónio ou a noite, é assim que ela chama a uma tristeza muito funda como se contivesse o mal do mundo dentro de si, anda por agora adormecida. Mas ela sabe que está dentro dela, se alimenta dela, naquele silencioso sossego. Mais tarde ou mais cedo voltará, maior do que nunca."
Pedro Paixão, "Asfixia" (2006)

quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

Lena D'Água - "Já não sou quem era"



Tema de António Variações interpretado por Lena D'Água no álbum "Tu aqui" de 1989.

Lena D'Água - "Tu aqui" (1989)

------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Poeta quer dizer Possesso. Não devemos confundir os artistas do verso com os criadores de Poesia. Os primeiros interessam apenas à Literatura, ao passo que os segundos têm um interesse vital e universal, como uma flor ou uma estrela."
Teixeira de Pascoaes, "Aforismos"

GNR - "Hardcore (1º Escalão)"



Tema que pertence ao álbum "independança" de 1982.

GNR - "independança" (1982)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Hugo despe-me todas as noites como se fosse a primeira vez e eu fosse uma mulher nova para ele. Os meus sentimentos estão num caos que eu não consigo clarificar, não consigo pôr em ordem."
Anaïs Nin, "Henry & June"

------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Traçar a história da atitude do homem relativamente à sexualidade é o mesmo que partir à busca de um labirinto cujo centro se situa num planeta desconhecido. Tantos foram os enganos e falsificações, tantos os desvios e refluxos, inclusive entre os povos primitivos, que é hoje virtualmente impossível expor como e de que modo é constituída uma atitude livre e sã."
Henry Miller, "Obscenidade e reflexão"

terça-feira, 28 de Outubro de 2014

The Smiths - "Heaven Knows I'm Miserable Now"



Single de 1984, um dos grandes temas dos Smiths!

The Smiths - "Heaven Knows I'm Miserable Now"(single)(1984)

Rádio Macau - "O Holandês Voador"



Há muito tempo que queria publicar este tema, mas na altura não estava disponível no abençoado You Tube. Identifico-me muito com esta letra. É a minha música preferida dos Rádio Macau! Pertence ao álbum "O Elevador da Glória" de 1987.

Rádio Macau - "O Elevador da Glória" (1987)

Adelaide Ferreira - "Bichos"



Single de 1981, duma Adelaide Ferreira com outro andamento.

Adelaide Ferreira - "Bichos" (single) (1981)
------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Eu vi a luz em um país perdido.
 A minha alma é lânguida e inerme.
 Oh! Quem pudesse deslizar sem ruído!
 No chão sumir-se, como faz um verme..."
                               Camilo Pessanha, "Clepsidra"