quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

Lena d'Água com Miguel Ângelo, hoje na Baía de Cascais



Miguel Ângelo comemora hoje 30 anos de carreira na sua Baía de Cascais. São muitos os convidados para a Festa em palco. Para além da família Delfins, conta com a participação de Lena d'Água, Tim, Eduardo Nascimento, Alex D'Alva Teixeira, General D, Rui Pregal da Cunha, Miguel Gameiro e Olavo Bilac.
O vídeo que publico mostra-nos Lena d'Água, Miguel Ângelo e Carlos do Carmo num medley muito curioso, aquando do segundo aniversário da TVI em 1995.

Miguel Ângelo convida Lena d'Água, Tim, Alex D'Alva Teixeira e outros companheiros para a Festa na Baía de Cascais 

Xutos & Pontapés - "Gritos Mudos"



Depois de um concerto fantástico dos UHF, acaba-se a noite ao som de Xutos! Rock no Sado 2014, dia 17 de Agosto! Dois dinossauros em forma de grupo, sucedem-se num palco de um Festival de Música Portuguesa! Temos que continuar esta aposta!
O tema que publico não foi tocado esta noite, dá nome ao álbum de 1990.

Xutos & Pontapés - "Gritos Mudos" (1990)

Até fizeram uma t'shirt com esta imagem! (e eu tenho essa t'shirt...)

Mais um grande concerto dos Xutos!

UHF - "Vernáculo (para um homem comum)"



Como se não bastasse a energia adquirida mas também despendida no Sol da Caparica, rumo domingo até Setúbal para o Rock no Sado. O Parque de Santiago fica no fim do mundo, acentuado pelo calor abrasador de chegar. Assisto a Gente Estranha, Booster e Um Zero Azul, mas o primeiro momento que vale a pena é de uma banda de Alverca que dá pelo nome de Karpe Diem. Conhecia alguma da sua música, mas nunca os tinha visto ao vivo. Foi porreiro aquele som entre um alternativo pouco reconhecível e um mainstream que eles não são. Caso curioso no panorama musical português, que é bem tocado mas modestamente apreciado. Seguiu-se a União das Tribos, projecto paralelo de António Côrte-Real, com uma sonoridade um pouco nos antípodas da t'shirt dos Ramones que ele envergava. Ainda assim, apresentaram uma versão de "Portugal, Portugal" do Jorge Palma e uma do tema "É difícil" dos Censurados.
No Palco Arrábida surgiram uns Alcoolémia que me surpreenderam pela positiva. Afinal de contas são muito mais do que o "Não sei se mereço"...
E eis que surge a hora dos UHF para comprovarem o que já tinha sentido na Festa do Avante do ano passado. Estão com uma qualidade em palco incrível e deram um concerto fantástico! Uma verdadeira lição de como fazer música rock ao vivo!
O tema que publico não foi tocado, e pertence ao álbum "A Minha Geração" de 2013. Esta música serve de exemplo ao fôlego que se sente neste grupo hoje em dia. É claramente um cartão de visita de punho erguido, mesmo que não ouvido em palco.

UHF - "A Minha Geração" (2013)

UHF - "A Minha Geração" (vinil) (2013)


terça-feira, 19 de Agosto de 2014

Aline Frazão - "Tanto"



Dia 16 de Agosto no Sol da Caparica, começou com Aline Frazão. Angolana com um talento que entra pelos olhos dentro. Tudo o que possam ouvir no You Tube não é comparável ao que ela faz em cima do palco. Foi a maior surpresa de todo o Festival, a maior descoberta! O tema que publico pertence ao álbum "Movimento" de 2013.

Aline Frazão - "Movimento" (2013)

Logo de seguida, a minha Menina preferida da Invicta, Capicua! Conseguiu uma actuação que superou a prestação no SBSR. Roçou a perfeição e nem faltou a voz mágica de Aline Frazão para o tema "Lupa". Capicua deu um dos melhores concertos deste Festival, sem dúvida!
Ainda no registo do hip-hop, Sensi apareceu em palco com uma banda numerosa a tocar bem. Gostei do que ouvi. Para quem não saiba, Sensi é filho do Kalú dos Xutos.
Com o chegar da noite, a guitarra de Frankie Chavez foi acompanhada, a maior parte do tempo, apenas por uma bateria, à qual se juntou depois o baixo de Nuno Lucas. Frankie teve também como convidada Selma Uamusse.
Mais uma vez houve um atraso considerável no Palco Blitz, o que fez coincidir Rita Redshoes neste palco e David Fonseca no outro... Assim, pouca gente ficou para ver e ouvir a bela da Rita, mas ela teve uma actuação encantadora. Deixei-me levar naquela viagem sonora só dela, com muita magia.
Terminado o voo proporcionado pela Rita Redshoes, ainda apanhei o final da actuação de David Fonseca, com a mistura deliciosa do seu "The 80's" com "Video Killed The Radio Star" dos Buggles! Visualmente o palco estava lindo e suscitou-me curiosidade para o ver noutra oportunidade.
Antes de Anselmo Ralph, apareceu em palco um dos organizadores do Festival, a dizer-nos que aquele dia estava esgotado! Ainda dancei um pouco ao som do angolano, apesar daquela música não fazer o meu género. Mas saí antes do fim. O Festival Sol da Caparica foi um enooorme sucesso! Eu adorei! Continuem, por favor! Até para o ano!


Ah, esqueci-me de dizer que havia muita comida e "bubida", exposição de fotografia, caixotes do lixo graffitados, pastéis de nata (os mesmos que estavam no SBSR!), uma Branca de Neve tentadora, projecções artísticas em diversas partes da zona do Palco Blitz depois das últimas actuações, para além do delicioso Cinema de Animação entre concertos... Ufa! Acho que valeu a pena!... Beijos & Abraços!
Como diria Aline Frazão: Tanto!

Kumpania Algazarra - "Pudim"



Dia 15 de Agosto de 2014 no Sol da Caparica, começou num registo de paz & amor, soul e reggae. Primeiro com Orlando Santos e a sua belíssima voz, depois com Freddy Locks e o seu balanço.
A música tradicional portuguesa chegou logo de seguida ao Palco Blitz, mas poucos ficaram para ver os Macadame que vieram de Coimbra. Fazem música de raiz popular sem maquilhagem, e evocaram a Brigada Victor Jara com o "Baile Mandado", sempre animado!
O momento mais alto de dia 15 chegou com Júlio Pereira. Acompanhado por Sandra Martins no violoncelo, Luís Peixoto na guitarra portuguesa e Miguel Veras na viola, Júlio Pereira com o seu cavaquinho deu um concerto inesquecível. Foi uma espécie de obra-prima ao vivo, onde nem faltou o Zeca com "Os Índios da Meia-Praia" e a Cesária Évora com "Sodade".
Para fechar o Palco Blitz, a loucura entusiasmante dos Kumpania Algazarra. Cruzei-me por diversas vezes com estes loucos nos mais variados sítios. Reparei neles antes de qualquer disco editado. Antes do "estrelato", vi-os a tocar na Rua Augusta, sim, porque eles são na essência músicos de rua. Até os vi no Cinema de Moscavide numa festa do Bloco... Têm um som cigano da zona dos Balcãs à la Kusturica! E isto diz quase tudo o precisamos de saber... O tema que publico faz parte do álbum "A Festa Continua" de 2013.

Kumpania Algazarra - "A Festa Continua" (2013)

No Palco RFM, ainda assisti ao final da actuação dos Expensive Soul.
Para terminar este segundo dia de Sol da Caparica, um Pedro Abrunhosa em forma e a partir muitos corações que vibraram com a sua música.

Márcia - "A Pele que há em Mim"



A primeira edição do Festival O Sol da Caparica foi um sucesso estrondoso. Calculo que nem os organizadores deste evento estariam à espera de tanta gente. O MONSTRA (Festival de Animação de Lisboa) associou-se à festa, e os primeiros protagonistas no Palco Blitz foram as personagens animadas destes filmes mágicos. Foi curioso constatar que algumas daquelas primeiras curtas que passaram nos ecrãs gigantes, já tinham sido publicadas por mim aqui no blog! Animação sempre presente nos intervalos entre concertos.
Musicalmente, o primeiro dia começou com Alex D'Alva Teixeira y sus muchachos. Este menino parece que aterrou aqui, vindo de uns anos 80 que ele não viveu. Os D'Alva (é assim que se chama o grupo) inauguraram um festival que se quer repetido muitas vezes, e eles estiveram à altura desse começo histórico.
Entretanto, enquanto não vinha o concerto da Márcia, Samuel Úria e os Capitão Fausto jogavam à bola nos bastidores.
De seguida apareceu-nos uma Márcia mais rock and roll do que eu estava à espera. Nunca a tinha visto ao vivo e não sabia que se apresentava com uma banda tão eléctrica. Surpresa imensamente agradável num final de tarde delicioso. Todo o concerto foi muito bom, mas houve uma magia estranha que contagiou as pessoas, quando ela tocou este tema que publico, apenas acompanhada pela sua guitarra. Tema que pertence ao EP de 2009. Vídeo realizado por Teresa Cortez.

Márcia - "Márcia" (EP) (2009)

Antes dos GNR no Palco RFM, vi um pouco de Samuel Úria que convidou Tiago Bettencourt para cantar aquela "Morena" que anda nos ouvidos de tanta gente...
O Palco Blitz já estava com os horários bastante atrasados, mas no outro palco os GNR foram pontuais para nos fazerem viajar através de temas reconhecíveis por toda a gente. O concerto pareceu curto, foi uma espécie de rebuçado pop que merecia mais tempo. Os três "velhos" GNR fizeram-se acompanhar por mais três elementos, e destes saliento a qualidade de Andrew Torrence, guitarrista canadiano que está lá atrás no palco, discreto, quase na penumbra, mas que é qualquer coisa de inacreditável.
Com o referido atraso no Palco Blitz, apenas vi um pouco do concerto dos Peste & Sida. Deixei-os com muita pena minha, enquanto tocavam o "Furo na Cabeça", para ir ouvir Gabriel O Pensador. Infelizmente, já não assisti ao momento em que Rui Reininho e João Cabeleira se juntaram aos Peste, para tocarem o "Portugal na CEE"...
A expectativa para Gabriel O Pensador era grande e não foi defraudada. É uma paixão musical antiga que eu tenho, logo eu que sempre fui mais rock and roll. Também é verdade que Gabriel desde cedo misturou géneros, e é dessa conjunção que criou uma obra musical tão especial. Foi igual a ele próprio, e esse é o melhor elogio que lhe podemos dar.
Para terminar esta primeira noite de Sol da Caparica, a loucura contagiante dos Buraka Som Sistema. A música liga na perfeição com o aspecto visual  de palco cada vez mais cuidado, e tudo junto transborda energia. Destaque claro para a desconcertante Blaya que é um espectáculo dentro do espectáculo.
Dia 14 de Agosto de 2014, passou-se muito bem, neste primeiro Festival da minha querida Costa de Caparica!

quarta-feira, 13 de Agosto de 2014

Rita Redshoes - "White Lies"



Começa amanhã a primeira edição do Festival Sol da Caparica. O meu quinto destaque vai para Rita Redshoes, que actua no dia 16. Tem disco novo ainda quentinho, com uma sonoridade alternativa por vezes bastante estimulante. É o caso do tema que publico, que pertence ao álbum "Life Is A Second Of Love" de 2014.

Rita Redshoes - "Life Is A Second Of Love" (2014)